Conecte-se conosco

Política

A DINÂMICA DO VERDADEIRO PODER. ELE EXISTE por Elizabeth Leão

Publicado

em

Compartilhar

Ali, espremida na multidão, tentando encontrar um lugar estratégico, talvez apenas mais fresco, em busca de uma sombra impossível, a sensação era de sardinha na lata.
Não, uma sardinha já não teria mais vida e naquele momento em que adentrei na Avenida Paulista sentia-me mais viva do que nunca, mais motivada do que sempre fui e feliz por compartilhar com aqueles “verdes-amarelos” a mesma alegria de estarmos unidos em prol da defesa de nossa Pátria, da nossa Família, do nosso Futuro.
A ninguém era exigido uma justificativa, um motivo pelo qual estaria se submetendo à intensidade daquele sol escaldante, refrigerado pela sensação de irmandade, de união, de
solidariedade e de alegria.
Idosos, muitos com mais de 80 anos, com as faces já trincadas pelo tempo, se movimentavam com dificuldade, mas com o semblante radiante de dever cumprido. Jovens alegres, afoitos, muitos tentando escalar muros para melhor visualizar o carro de som, mas
educados e auxiliando aos que precisavam de apoio. Crianças pequenas, muitas de colo, trazidos pelos pais, confiantes na segurança que lhes permitiriam desfrutar com toda a família aquele momento histórico.
Em nenhum segundo se verificou qualquer atitude desrespeitosa ou grosseira por parte de quem quer que fosse. Ao contrário, todos se ajudando mutuamente em clara demonstração de solidariedade, sentindo-se amigos de toda uma vida, sim, irmanados em prol de um objetivo comum que é a preservação da liberdade do nosso povo!
O que motivou toda essa multidão? Dizem que em torno de 750mil, segundo fontes oficiais, mas verificando toda a Avenida, ruas transversais e ruas paralelas, têm-se, com certeza um número muito maior do que o divulgado.
Mas o motivo não importa. Isto não é o essencial. O fundamental é que cada cidadão que participou desse movimento representou 2 centenas de outros que não puderam ir, por motivos diversos, como comodidade, medo, distância, dentre outras inumeráveis situações
e justificativas.
Pergunto-me qual seria a verdadeira força que impulsionou, que conduziu tamanha multidão a uma manifestação realizada num dia de Domingo, que se submeteu a um tórrido sol de verão, sem qualquer imposição, todos felizes, realizados, sorridentes e refletindo, em cada olhar, a sensação de missão cumprida? A multidão surpreendeu, não apenas ao povo brasileiro, mas
também ao mundo, com a mídia internacional se reportando a esse grandioso evento.
Pergunto-me que Poder tem este homem, para mobilizar tamanha concentração de patriotas? Com um convite ele conseguiu aglomerar milhões de pessoas num movimento extraordinário,
surpreendendo os opositores e os incrédulos.
Sua liderança é realmente admirável e seu Poder um exemplo para todos. Como consegue tal feito? Como pode ser tão amado e respeitado, apesar de implacavelmente perseguido por toda a sua trajetória de vida? Por que faz a diferença?
Seu Poder, sua capacidade de influenciar e transformar a realidade merece uma reflexão.
Um Ser Humano só alcança tamanha autoridade e força interior se exercida com base em muita Sabedoria e Amor. O poder não é apenas realizar ou fazer o que se pretende, um embate de forças, muitas vezes suportado por um cargo específico que lhe outorga o mando, a arbitrariedade, o controle pelo medo.
O verdadeiro Poder só consegue ser obtido com atitudes corretas, plenas, coerentes, e que não objetivam benefícios espúrios, pessoais ou de grupos.
Sim, o verdadeiro Poder só é conquistado se exercido com Sabedoria e Amor.
Sabedoria que se adquire com o conhecimento, permeado por atitudes amorosas, sabedoria que possibilita controlar e limitar, com consciência, o seu próprio poder, não desaguando em
arbitrariedades que, inevitavelmente, se tornam sempre e cada vez mais insanas e inconsequentes.

Tenho muito claro que o poder exercido sobre aquela multidão presente na Avenida Paulista, no Domingo, dia 25 de fevereiro de 2024 – data que ficará indelevelmente marcada na História – é um poder legitimado e baseado no respeito, e principalmente pela liderança carismática que tem sua base verdadeira no tripé Poder-Sabedoria-Amor.
Sem Amor pode ocorrer uma pseudo sabedoria, que, apesar de baseada na informação, apenas fortalecerá o mando e a arbitrariedade, que desaguará em atitudes injustas e ditatoriais,
num binômio de coerção e recompensa. E, na realidade, caracterizará apenas uma demonstração de força, não de Poder.
A verdadeira sabedoria é construída a partir das experiências que se vive e dos conhecimentos absorvidos das outras pessoas. Assim, o Poder real requer, além do conhecimento, da coerência, da ética, de tantos atributos específicos da Sabedoria, também de sensibilidade, generosidade e afetuosidade, característicos do Amor.
Este tripé – Poder-Sabedoria-Amor – tem intrínseco, em seu contexto, a Autoridade, a habilidade de levar os outros a fazerem de boa vontade o que é solicitado ou determinado.
Somente aquele que lidera com autoridade tem a capacidade de ouvir, dialogar, influenciar por meio do respeito conquistado.
As atitudes falam por si. Hoje, este Líder se locomoveu até a Santa Casa de Misericórdia nesta Capital de São Paulo e foi visitar uma senhora que, inconsequentemente, no afã de vê-lo e ouvi-lo, caiu de uma árvore na Avenida Paulista.
Se alguém tiver interesse em estudar a dinâmica do verdadeiro Poder, basta observar as atitudes deste Líder. Simples assim.

Continue lendo
1 comentário

1 comentário

  1. Maria Augusta

    fevereiro 29, 2024 at 9:31 am

    Sempre muito bem colocadas,suas palavras e reflexões simplesmente expressa tudo que queremos gritar para o universo ouvir, bjos carinhosos BETH.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2023 Portal Orbisnews | Direção Geral Jornalista Fausto Camunha | Todos os artigos são de responsabilidade de seus autores.