Conecte-se conosco

Destaques

DROGAS GOUMERT ENCANTAM USUÁRIOS REFINADOS por Jorge Lordello

Publicado

em

Compartilhar

Gourmetizar é aperfeiçoar e requintar determinado produto visando atender consumidores interessados em alta qualidade e busca por novas experiências. A fabricação é sempre limitada e o processo de excelência, evidentemente, vai tornar a mercadoria especial e bem mais cara que a correspondente vendida nos mercados populares.

 Uma barra de chocolate em uma padaria custa em torno de 8 reais; o mesmo produto em uma loja refinada pode valer cinco vezes mais.  

Foi pensando nesse lucrativo modelo de negócio, que a competente indústria do tráfico de drogas inovou mais uma vez ao criar a linha de “drogas gourmet”, que podem ser compradas até através de aplicativos.

Os novos produtos ganham nomes sofisticados, tais como bala kit kat, colômbia gold, escama pura, super lemon haze, dark devil, buzina,  crystal, special k, ice cream cake, eleven roses e blue mangoo, são alguns dos produtos especiais vendidos por traficantes brasileiros sempre ávidos em faturar mais dinheiro à custa do prejuízo da saúde física e psicológica de seus milhões.

A forma de entrega das drogas gourmet também é totalmente diferenciada, minimizando ao máximo o risco de prisão pela polícia. O pagamento pode ser efetuado por pix, moeda estrangeira ou até criptomoeda.

Tudo é pensado para atender com maestria a elite dos usuários de entorpecentes, pessoas que não estão nenhum um pouco preocupadas com o preço, mas sim com a intensidade e qualidade da experiência produzida pelo uso das drogas goumertizadas.  

Caro Leitor, durma com mais esse barulho!

JORGE LORDELLO

Apresentador do programa operação de risco e experiência de 25 anos como delegado de policia em São Paulo

Continue lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2023 Portal Orbisnews | Direção Geral Jornalista Fausto Camunha | Todos os artigos são de responsabilidade de seus autores.