Conecte-se conosco

Cultura

NÓS E O UNIVERSO por Ricardo Cavalcanti de Albuquerque

Publicado

em

Compartilhar

O que tenho ouvido de cientistas, astrônomos etc, me revela cada vez mais a pequenez do ser humano diante do Universo.

Fui me aprofundar um pouco mais nesta minha pequenez e fiquei mais impressionado. O que é o Universo e como surgiu? Em astronomia , a definição  que é apresentada para o universo diz respeito a, absolutamente, tudo que existe. Logo, ele corresponde ao espaço , ao tempo e a todos os tipos de matéria. Desse modo, a resposta mais adequada para o que é o universo é TUDO.

Bom se assumirmos que a humanidade explorou a maior parte do que é visível no universo, dizem os cientistas que isso corresponde apenas cerca de 4 por cento de todo o universo. Os 96 por cento restantes são matéria escura e energia escura.

E qual o papel original do ser humano? O ser humano  é o responsável pela ação de intervir e transformar a estrutura e ambiente do planeta com o objetivo de facilitar, fortalecer e proteger a evolução e regeneração da vida.

Para cumprir  esse papel o ser humano  começou e aprendeu a associar mudanças na vegetação, hábitos de animais, épocas de chuvas  com a configuração das estrelas ou com o trajeto do sol. E o homem procura no Universo as respostas para: Quais são os tipos de matéria que ele abriga?  Como eles impactam ou podem  impactar nas formas de vida no universo? Existem  outras formas de vida no universo? E por aí vai a série de questionamentos atuais que se tornaram importantes para sabermos da nossa origem.

Muito conhecimento já foi produzido acerca dos corpos celestes: a humanidade tem enviado seres vivos e equipamentos para-o espaço, sempre melhorando os conhecimentos e recebendo novos.

Os cientistas têm ainda uma teoria que me deixa mais ignorante com relação ao universo. É a existência do multiverso que é um termo que eles usam para descrever a ideia de que além do universo observável, outros universos também podem existir. Para mil leigo, aí a coisa complicou muito.

A explicação científica mais bem aceita para o surgimento do universo é a chamada Teoria do Big Bang. Segundo  ela, tudo o que é universo teria surgido  a partir da explosão de uma única partícula chamada de átomo  primordial. Esse evento teria acontecido há  aproximadamente, 14 milhões de anos e, além dos corpos celestes teria resultado na criação das noções de espaço e tempo.

Para completar alguns cientistas acreditam que o evento que deu origem ao universo é infinito, de modo que ele está em constante expansão. Ou seja é praticamente impossível para a humanidade  conhecê-lo integralmente.!

Mas apesar disso pesquisas e avanços científicos nesse sentido não deixam de ser feitos. E em razão deles , já possuímos bastante informações até mesmo de corpos celestes que estão a 568 anos-luz de distância da Terra, como é o caso do planeta rochoso Kepler 10C. este é o maior planeta rochoso descoberto no universo.

O raio deste corpo celeste é equivalente  a 14.972 km. A maior lua descoberta no universo recebeu o nome  de Ganimedes. Ela integra o Sistema Solar e é uma das 69 luas que orbitam o planeta Júpiter. Haumea é o nome do maior corpo não esférico já descoberto até então Ele é considerado um planeta anão  possui 816 km de raio.

E por aí vão as centenas de informações e descobertas do universo , que demonstram cada vez mais quanto somos pequenos diante de tal grandeza.

Vamos refletir com bom senso e humildade da nossa pequenez diante deste maravilhoso é desconhecido universo.

Ricardo Cavalcanti de Albuquerque, advogado, jornalista e ex – Secretário de Estado.

Continue lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2023 Portal Orbisnews | Direção Geral Jornalista Fausto Camunha | Todos os artigos são de responsabilidade de seus autores.