Conecte-se conosco

Comportamentos

O MEDO DO FUTURO por Gilberto Natalini

Publicado

em

Compartilhar

O conhecimento humano acompanha a nossa existência desde quando a humanidade desceu das árvores e começou a andar em pé há milhares de anos.

Vieram as ferramentas, de início, rudimentares, a agricultura, o manejo do fogo, da água, das construções, dos transportes, da energia, das armas e por aí vai.

Este conhecimento, produto da inteligência humana, se organizou muito mais a partir da ciência e da tecnologia.

É claro que este desenvolvimento cognitivo serviu para ajudar a humanidade a conquistar o progresso e o bem-estar geral e individual, mas, também, se prestou para guerras, exploração social, colonialismo e extermínio. Assim tem caminhado a humanidade.

Algumas destas descobertas tiveram grande impacto e produziram enormes saltos no desenvolvimento humano. Foi assim com o manejo do fogo, a invenção da roda e do arado, a astronomia, que descobriu que a Terra é redonda e que gira em torno do Sol, a invenção da máquina a vapor, a descoberta da eletricidade, o motor à combustão, da energia nuclear, da internet e muitas outras.

Nas últimas décadas, a velocidade e a quantidade de descobertas científicas e tecnológicas ganharam proporções colossais. Nenhum de nós, no geral ou em nossas áreas, consegue acompanhar o número de novidades acrescentadas ao conhecimento, tamanha a imensidão das conquistas.

Mas, nos tempos de hoje, tivemos duas criações humanas que chegaram como uma bomba sobre nossas cabeças e nossas consciências: as redes sociais e inteligência artificial.

De 40 anos para cá, podemos afirmar que as “ideologias morreram” no nosso mundo, ou pelo menos, submergiram. O mundo avançou na globalização da política, da economia e das relações sociais.

Copyright © 2023 Portal Orbisnews | Direção Geral Jornalista Fausto Camunha | Todos os artigos são de responsabilidade de seus autores.