Conecte-se conosco

Turismo

PENSE PERSE por Luiz Henrique Miranda

Publicado

em

Compartilhar

´”Perse gerou receita para o governo”, diz deputado federal Felipe Carreras sobre isenção no setor de eventos, no Correio Braziliense. Eis a manchete – matéria da jornalista Aline Brito, em 19/01/2024: ´Carreras se reúne com Haddad em fevereiro para evitar fim do Perse’. Deputado foi autor da lei instituída para aliviar prejuízos causados ao setor de eventos durante a pandemia de Covid.

Pensemos o significado econômico, financeiro, tributário, social e ambiental do Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse).

O próprio nome diz:

Programa – posto que estabelece regras com transparência; embasadas em cálculos matemáticos e dados estatísticos.

Emergencial de Retomada – apesar do impulsionamento das indústrias criativas, três anos de penúria para os elos produtivos da extensa cadeia de valor do Setor de Eventos. Isso inclui modais de transporte, meios de hospedagem e todos os prestadores de serviços receptivos nos destinos visitados. A economia parou.

O Setor de Eventos clama pela compreensão das autoridades públicas, a começar pelos ministérios da Fazenda, Cultura, Turismo, Esportes, Meio Ambiente, Povos Originários, Planejamento e Desenvolvimento. Sob a ótica do IBGE, a matriz econômica do Setor, em toda sua dimensão econômica e social, impacta, direta ou indiretamente, 52 setores econômicos.

A rigor, a totalidade da população residente nos destinos turísticos bem-administrados é beneficiária do aumento da arrecadação tributária decorrente. Mais detalhes? Fonte segura é o corpo técnico da Embratur, referenciado pela OMT/ONU e pelo Conselho Mundial de Turismo WTTC.

Conclusão: sustentamos a importância da continuidade do PERSE, não como privilégio, mas emergencial e estratégica ao Desenvolvimento Sustentável. E regenerativo, em relação às nossas riquezas naturais e culturais. O Brasil lidera o ranking dos países com mais atrativos turísticos naturais e culturais. Logo, é tempo de superar, juntos, o complexo de cachorro vira-lata.

Quem imagina defender seus interesses particulares à margem do contexto no qual o significado do PERSE nos faz PENSAR, desista. A vitória só virá pela força da união. Parabéns aos integrantes do G20, entidades apoiadoras e representações parlamentares das três esferas do poder.

Vamos estimular o mercado de eventos presenciais e de viagens de negócios para quem já possui recursos – tempo, saúde e dinheiro. Ampliar as viagens de intercâmbio científico e cultural, em parceria com universidades e escolas técnicas. Bora criar infraestrutura pública necessária à tonificação da malha aérea, fluvial, ferroviária e rodoviária. Com racionalidade, fomentar o deslocamento da demanda como política de Estado.

Em suma: unir o verbo à verba e pôr fim à miopia de quem é incapaz de PENSAR e compreender o valioso significado do PERSE.

*Luiz Henrique Miranda é CEO da Agência Amigo! – Comunicação Integrada

Continue lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2023 Portal Orbisnews | Direção Geral Jornalista Fausto Camunha | Todos os artigos são de responsabilidade de seus autores.