Conecte-se conosco

Propaganda e Marketing

DE MORUMBI PARA MORUMBIS, NUM PISCAR DE OLHOS por Antoninho Rossini

Publicado

em

Compartilhar

Não se tem conhecimento que uma alteração de nome de um estádio de futebol tenha mudado com tanta facilidade e aceitação como ocorreu com o Estádio Cícero Pompeu de Toledo, do São Paulo Futebol Clube. Agora o Estádio passou a se chamar MorumBis, naming rights patrocinado pela chocolateira norte americana Mendelês, que fabrica, entre outros, o chocolate BIS, um sucesso nacional e carro chefe da empresa no Brasil. Em menos de dois meses torcedores, imprensa especializada e a população aceitaram de pronto a alteração do nome para MorumBis. Essa operação visa melhorar a receita do clube, mas pode-se afirmar que foi uma ação de marketing bem articulada. O contrato entre o São Paulo F. C. e a Mondelês tem duração de três anos envolvendo cifra da ordem de R$ 75 milhões, mas não se limita a apenas na mudança de nome do Estádio. Haverá outras ações ordenadas em relação ao território geral da comunicação do clube. Os torcedores são-paulinos poderão, inclusive, participar de algumas ações que serão colocadas em prática ainda no curso deste mês. Não se pode parar no tempo. A cada dia há novidades em todos os campos da atividade humana – o que vale hoje, pode não valer amanhã. O São Paulo F. C. é um patrimônio nacional. Fundado em 1930 e ao longo de mais de nove décadas a agremiação merece respeito nacional por todos os seus feitos esportivos, sem contar o crescimento de torcedores espalhados por todo o Brasil. Seu grande benfeitor foi o piracicabano Cícero Pompeu de Toledo, que pelos seus relevantes serviços se transformou em Presidente de Honra do São Paulo F. C. Seu nome foi estampado na entrada principal do Estádio, que agora poderá abandonar aquele espaço ou, na melhor das hipóteses, ser acomodado ao lado do “MorumBis”. Uma parte dessa história do hoje Estádio MorumBis começou em 1952, mais precisamente no dia 4 de agosto, quando um corintiano assinou a escritura de doação de cerca de 100 mil metros quadrados de área para que ali fossem construídas as instalações do São Paulo F. C. Esse corintiano fanático, era João Jorge Saad, que viveu sua vida ligada ao rádio e à televisão, o hoje conhecido como Conglomerado Bandeirantes de Comunicação. Na época o “seu” João Saad era presidente da Incorporadora Aricanduva, responsável pelo loteamento de uma grande área que chamada Jardim Leonor, nome dado, provavelmente, em homenagem à dona Leonor Mendes de Barros, casada com o então governador de São Paulo, Adhemar de Barros. Dona Leonor era sogra de João Saad. O Jardim Leonor impulsionou o crescimento do que hoje conhecemos como bairro do Morumbi.
.x.x.x.x.x.

Antoninho Rossini – Jornalista e Escritor

Copyright © 2024 Portal Orbisnews | Direção Geral Jornalista Fausto Camunha | Todos os artigos são de responsabilidade de seus autores.