Conecte-se conosco

Arte

QUAL É O TAMANHO DO MERCADO DE ARTE? por Rafael Murió

Publicado

em

Compartilhar

O mercado de artes é um segmento que envolve a produção, a distribuição e a comercialização de obras de arte, como pinturas, esculturas, fotografias, gravuras, entre outras. O mercado de artes é composto por diversos agentes, como artistas, galerias, museus, colecionadores, leiloeiros, críticos, curadores, instituições culturais e públicos. O mercado de artes é influenciado por fatores econômicos, sociais, políticos, culturais e tecnológicos, que afetam a oferta e a demanda de obras de arte, bem como os seus preços e valores.

O tamanho do mercado de artes é difícil de estimar com precisão, pois muitas transações são realizadas de forma privada, sem registros oficiais ou divulgação pública. Além disso, o mercado de artes é heterogêneo, com diferentes segmentos, categorias, estilos, períodos e regiões, que apresentam dinâmicas e características próprias. No entanto, existem algumas fontes de dados e pesquisas que tentam mensurar o mercado de artes global e regional, com base em informações de leilões, galerias, feiras, museus e outros indicadores.

Uma das principais fontes de dados sobre o mercado de artes é o relatório anual The Art Market, publicado pela Art Basel e pela UBS, que analisa as tendências e os números do mercado de artes em nível global e regional, com foco nos principais mercados, como Estados Unidos, China, Reino Unido, França, Alemanha, Suíça, Itália, Espanha, Brasil, Índia, Japão, Coreia do Sul, Austrália e Canadá. Segundo o relatório de 2021, o mercado de artes global teve uma queda de 22% em 2020, em relação a 2019, devido aos impactos da pandemia da COVID-19, que afetou as atividades presenciais, como leilões, galerias e feiras. O valor total das vendas de obras de arte no mundo foi estimado em US$ 50,1 bilhões em 2020, sendo que os Estados Unidos foram responsáveis por 42% desse valor, seguidos pela China, com 20%, e pelo Reino Unido, com 16%. O Brasil representou apenas 0,3% do mercado de artes global, com um valor estimado de US$ 150 milhões em vendas de obras de arte em 2020.

Outra fonte de dados sobre o mercado de artes é o relatório anual TEFAF Art Market Report, publicado pela The European Fine Art Foundation (TEFAF), que também analisa o mercado de artes global e regional, com base em informações de leilões, galerias, feiras, museus e outros indicadores. Segundo o relatório de 2020, o mercado de artes global teve um crescimento de 5% em 2019, em relação a 2018, alcançando um valor total de US$ 64,1 bilhões em vendas de obras de arte no mundo. Os Estados Unidos foram responsáveis por 44% desse valor, seguidos pela China, com 22%, e pelo Reino Unido, com 20%. O Brasil representou 0,4% do mercado de artes global, com um valor estimado de US$ 256 milhões em vendas de obras de arte em 2019.

Portanto, o tamanho do mercado de artes pode variar de acordo com a fonte de dados, a metodologia e o período analisados, mas pode-se afirmar que se trata de um mercado bilionário, que movimenta obras de arte de diferentes tipos, origens e valores, em diferentes partes do mundo, com destaque para os Estados Unidos, a China e o Reino Unido, que concentram a maior parte das vendas e das compras de obras de arte. O Brasil, por sua vez, tem um mercado de artes relativamente pequeno, mas com potencial de crescimento, especialmente com o uso de plataformas digitais e a valorização da arte brasileira no cenário internacional.

Fonte:
(1) Mercado de arte brasileiro: balanço 2021 – ARTE!Brasileiros. https://artebrasileiros.com.br/arte/mercado/mercado-arte-brasil-2021/.
(2) O que é o mercado de artes? – Hurst Capital. https://blog.hurst.capital/blog/o-que-e-o-mercado-de-artes/.
(3) Art Basel: Mercado de arte no Brasil cresce só 1% em 2022 – Folha de S …. https://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2023/04/mercado-de-arte-no-brasil-cresceu-somente-1-em-2022-mostra-pesquisa.shtml.

Copyright © 2023 Portal Orbisnews | Direção Geral Jornalista Fausto Camunha | Todos os artigos são de responsabilidade de seus autores.