Conecte-se conosco

Brasil

Basta de violência

Compartilhar

O Estado brasileiro não está conseguindo conter as ações de violência nos principais centros urbanos do país. Essa premissa se torna verdadeira quando observamos um avanço do crime organizado em confronto com a polícia.

Publicado

em

Compartilhar

Nesta semana, o Rio de Janeiro viveu mais um de seus tenebrosos dias, quando, num típico ataque de guerrilha, ônibus foram depredados e incendiados como represália a uma ação legítima da polícia.

Na Bahia, nos últimos meses, os confrontos entre os criminosos e a polícia tem provocado mortes e mais mortes dos dois lados.

No litoral paulista, tivemos vários confrontos sanguinários entre a força policial constituída e a marginalidade. Sem falar do chamado novo cangaço com suas ações superviolentas que aterrorizam, explodem bancos e caixas eletrônicos com requintes de ações guerrilheiras.

Está na cara e não é de hoje, que a forma de atuação policial e nossas leis não conseguem mais conter as organizações criminosas. Para os críticos das ações policiais que acusam esse aparato legítimo e constitucional de agir com força superior à da criminalidade, é preciso deixar claro que o confronto entre a lei e os fora da lei, não é joguinho de futebol de rua, de onze contra onze, ou dez contra dez.

Aquele que afronta a legalidade e comete um crime tem que ser enfrentado e não apenas no faz de contas, ou no jogo de par ou ímpar.

Nasci e vivo na cidade de São Paulo e tenho direito de ir e vir como qualquer outro cidadão, mas isso já não é possível.

Recentemente parei meu carro num estacionamento na avenida São Luiz, no centro novo e o manobrista de cara me fez uma recomendação: cuidado, esconda todos seus pertences e, principalmente, o celular porque toda hora tem arrastão por aqui. De dia ou noite. Só não vi qualquer policial por perto.

Aliás, acho que é preciso mudar os métodos de policiamento, que já não estão dando bons resultados. Precisamos correr atrás dos receptadores da coisa roubada e mudar as leis. Não sou favorável ao aumento de penas, acredito que seria até bom diminuir e obrigar o infrator a cumprir a pena integral.

Senhores políticos: SOCORRO.

Continue lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2023 Portal Orbisnews | Direção Geral Jornalista Fausto Camunha | Todos os artigos são de responsabilidade de seus autores.