Conecte-se conosco

Meio Ambiente

NEGÓCIOS DE IMPACTO: LUCRO E RESPONSABILIDADE AMBIENTAL SE UNEM PARA UM FUTURO SUSTENTÁVEL por Vinicius Alves

Publicado

em

Compartilhar

A percepção de que empresas podem ser agentes de mudança social e ambiental positivas vem crescendo exponencialmente. Negócios de impacto, que geram lucro enquanto geram impacto positivo na sociedade e no meio ambiente, não são mais exceções, mas sim uma tendência cada vez mais forte.

Estudo da Global Impact Investing Network revela que o mercado global de investimentos de impacto atingiu US$ 1,1 trilhão em 2022 no mundo. Já o “Mapa de Negócios de Impacto Socioambiental”, conduzido pela Pipe.Social, avaliou mais de 1.300 negócios no Brasil, que geraram R$ 13,5 bilhões em receita e impactaram mais de 10 milhões de pessoas em 2021 com seus serviços.

É notório que a chave para o sucesso de um negócio de impacto é a integração da responsabilidade social e ambiental ao core business das empresas. Isso significa que o impacto positivo deve ser gerado pela atividade principal da empresa, e não por ações pontuais de filantropia como é vista em algumas ações.

Para quem deseja iniciar um negócio de impacto, é importante que as empresas sigam alguns conceitos como: defina um problema social ou ambiental que deseja resolver; crie um modelo de negócio, não precisa ser inédito, que gere lucro e impacto positivo; meça e monitore o impacto do seu negócio; e sempre comunique seu impacto para stakeholders (investidores, clientes, colaboradores) para que saibam o que está fazendo e que resultados tem obtido.

Negócios de impacto são uma oportunidade para construir um futuro mais justo, acessível e sustentável. Se você tem um propósito e a vontade de fazer a diferença, não tenha medo de começar. O lucro e a responsabilidade social e ambiental não são mutuamente exclusivos. Na verdade, eles podem se fortalecer mutuamente.

Organizações que demonstram esse compromisso não apenas cumprem uma obrigação moral, mas também abrem caminho para oportunidades lucrativas. Segundo pesquisa da McKinsey, 70% dos consumidores pagariam até 5% a mais por um produto se ele atendesse aos mesmos critérios que o seu concorrente, mas, também, se apresentasse um compromisso sustentável. Além disso, de acordo com a pesquisa da Union + Webster, 87% dos consumidores brasileiros preferem comprar de empresas com práticas ambientalmente responsáveis.

A responsabilidade ambiental não é mais um custo adicional para as empresas, mas sim uma oportunidade estratégica para gerar lucro, construir uma marca forte e contribuir para um futuro mais sustentável. Ao integrar essas práticas em seus modelos de negócio, as companhias podem prosperar ao mesmo tempo que protegem o planeta e beneficiam a sociedade.

Vinicius Alves é fundador e CEO da Gooxxy

Copyright © 2024 Portal Orbisnews | Direção Geral Jornalista Fausto Camunha | Todos os artigos são de responsabilidade de seus autores.