Conecte-se conosco

Comportamentos

QUANDO A POSSIBILIDADE DE MORRER SURGE REPENTINAMENTE  por Jorge Lordello

Publicado

em

Compartilhar

O que você valoriza e com que se preocupa diariamente?

Já refletiu sobre esse assunto primordial da vida? Sua preocupação é apenas com dinheiro, beleza física, posses e status social?

Quanto dedica de seu tempo para ter paz de espírito, saúde física e emocional?

Será que você apenas valoriza o que não tem ao invés de agradecer, diariamente, pelo que tem?  

Sempre digo que têm duas situações na vida em que não comandamos nossa vontade e ação; não somos mais donos de nós mesmos. É desesperador! A primeira é no Hospital, onde os médicos dão as ordens e os pacientes têm que obedecer calados. Não podem sair do leito nem comer o que gostam; o celular não pode ser usado, ou seja, restrição total dos hábitos diários. Enquanto se permanecer internado, a vida fica virada de cabeça para baixo e a possibilidade de morte ronda sem parar a mente.  

A segunda situação é quando de uma eventual prisão, onde se passa a receber ordens do carcereiro ou de presos com mais autoridade na cela. Não adianta espernear e nem reclamar das condições do cárcere. Tem que suportar a pressão, engolir muitos sapos e o risco de ser abusado sexualmente ou assassinado é constante.  

Nesses dois casos, a pessoa passa a ter medo de morrer e no período de internação compulsória, normalmente, se apega à fé em Deus com fervor!

Portanto, deveríamos ter vergonha de reclamar no cotidiano. Abomine isso na sua vida. Pela manhã, levante agradecendo. Passe o dia agradecendo! E ao dormir, agradeça novamente a Deus pela vida que tem, independente de pequenos dissabores.

Agradeça Mais. Reclame Menos. Aprenda a valorizar o que realmente é importante.

Jorge Lordello

Apresentador do programa operação de risco e experiência de 25 anos como delegado de policia em São Paulo

Continue lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2023 Portal Orbisnews | Direção Geral Jornalista Fausto Camunha | Todos os artigos são de responsabilidade de seus autores.