Conecte-se conosco

Destaques

JORNALISMO DE ANTIGAMENTE por Paulo Costantini

Publicado

em

Compartilhar

Sociólogo, cientista político … trabalhou como jornalista para muitas das maiores redes da mídia brasileira.

Foi ele quem criou o portal independente “Conversa Afiada.”

Paulo Henrique Amorim, faleceu em 10 de julho de 2019, aos 77 anos.

Por muitas vezes … teve sentenças que o condenaram a indenizações por críticas que imputavam crimes.

Em setembro de 2011, foi condenado pela Justiça do Rio de Janeiro a indenização por danos morais e acusação sem provas a um advogado.

Foi condenado novamente a indenizar um diretor de notícias de uma Emissora de TV … quando em entrevista ao Sindicato dos Jornalistas do Estado.

Sentenciou a juíza …
“A liberdade de expressão continua a julgar, “não podem romper com os padrões de convivência civilizada, de respeito mútuo, podem gerar situações de constrangimento através de palavras desproporcionais, ainda que atreladas à crítica”.

Amorim teve sua primeira oportunidade na Imprensa aos 18 anos, em 1961 … ano em que fez a cobertura da renúncia do então presidente do Brasil Jânio Quadros.

Concomitantemente, cobriu a mobilização civil militar chamada Campanha da Legalidade, liderada por Brizola.

Essa mobilização garantiu a posse de João Goulart, vice de Jânio, até 1964, que depôs Jango da presidência do Brasil.

Trabalhou em Nova Iorque, como correspondente internacional.

Foi contratado por uma grande Editora como repórter e correspondente internacional, primeiro da revista Realidade, depois da revista Veja.

Cobriu eventos internacionais de repercussão …

  • eclosão do vírus ebola na África (1975 a 1976);
  • os distúrbios raciais em Los Angeles (1992);
  • eleição e posse de Bill Clinton para Presidência (1993);
  • terremoto de Los Angeles (1994);
  • guerra civil de Ruanda e rebelião zapatista no México (1994).

“Duas quadrilhas mandam no Brasil …
A quadrilha que assaltou o poder e a quadrilha de cúmplices desses que assaltaram o poder”

“Mas … não há mal que sempre dure”

Sempre muito contundente … estilo dos jornalistas à época.

Vejam que interessante !

Continua ele …
“No caso dessa quadrilha que assaltou o poder e que é tão medíocre e incapacitada do ponto de vista intelectual ou político … que ela pra poder assaltar o poder e governar, por algum tempo, ela precisa ter uma serventia e precisa de cúmplices.”

“E qual é a mais imediata das serventias dessa quadrilha que tomou conta do poder ?
É vender aos gringos e aos Bancos, o Brasil com ‘S’.”

E vai a fundo em suas declarações.

Afirmou ele …
“Não há mal que sempre dure”

Machado de Assis captou bem a mensagem !

Eu complemento …
Esperamos que seja muito breve.
Antes só que mal acompanhado !

Continue lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2023 Portal Orbisnews | Direção Geral Jornalista Fausto Camunha | Todos os artigos são de responsabilidade de seus autores.