Conecte-se conosco

Futebol

TRISTE DESABAFO por Caito Carvalho

Publicado

em

Compartilhar

Desde meus 12 anos vou a campos de futebol . Pelo São Paulo viajei pelo Brasil e pelo mundo . Tenho ido aos estádios com minha filha e fico perplexo só de ver o que está ocorrendo com as partidas , as torcidas organizadas perigosas , os torcedores e por vezes também jogadores .

Futebol virou palco para marginais fazerem suas terapias e liberarem suas neuroses e agressividade doentia ; guerras com vítimas dentro e fora do campo ; pais que se prestam a ir aos estádios ,levar suas esposas e filhos sujeitando-se a assédios e ouvirem gritos histéricos de palavrões sem o melhor respeito ,desses marginais travestidos de pseudos torcedores fanáticos . Dirão os simplistas: palavrão faz parte do futebol! Não é isso .Hoje tem mais por trás deles: Insanidade .

Testemunhei outro dia em plena cativa nobre do Morumbi em jogo de torcida única , um desses imbecis de elite .tendo ao lado seu filho menor e seu pai , durante 90 minutos berrar os mais criativos e impublicáveis palavrões e também fazer ameaças de bater e arrebentar quem estava jogando etc . Local cheio de mães ,crianças e maridos- que com razão -com medo de criar uma briga , quieto engolia o valentão babaca que infelizmente torcia pelo meu time . Em campo jogadores também não tem mais o cuidado em preservar as pernas de colegas de profissão . Exageros meus dirão ? É só acompanharem o histórico da violência e selvageria nos estádios do Brasil e do mundo. Colegas meus da Band testemunharam cenas como as que aqui relatei e no ar denunciaram .

Antigamente se dizia que futebol” é coisa de macho “. Frase hoje devidamente esquecida . A questão é que o futebol está hoje sim sendo local de assédios e violência criminosa contra crianças e mulheres por parte de“ machos doentes “ e certas torcidas organizadas .

Hoje pela manhã ao ouvir de uma amiga que proibiu o marido -torcedor fanático -de levar seu filhos de 6 anos aos estádios pensei em escrever essas linhas . Argumentava ela que seu filho poderia gostar e que um dia mais velho , indo só , poderia não voltar vivo . Mais uma vez ,exageros à parte , o fato é que clubes, federações , CBF , polícia, ministério público , governos , e próprios atletas que fazem o espetáculo , por covardia , incompetência ou conivência irresponsável , se calam diante dessa escalada de ódio no futebol que nem Freud explica.

Caito Carvalho é ex-Ministro do Esporte e Turismo e ex-presidente da Embratur.

Copyright © 2024 Portal Orbisnews | Direção Geral Jornalista Fausto Camunha | Todos os artigos são de responsabilidade de seus autores.